Eventos: ponte: cena do teatro universitário no Itaú Cultural
Mostra que reúne espetáculos de 11 estados diferentes
O evento a_ponte: cena do teatro universitário acontece entre 24 de janeiro e 4 de fevereiro, reunindo 14 espetáculos – provindo de 11 estados diferentes.

Os trabalhos foram selecionados a partir de uma convocatória que o instituto realizou no ano passado e teve 230 inscrições. Os grupos participantes são do AM, BA, MA, MG, MT, PB, PE, RJ, RS, SC e SP.

É idéia do evento é mostrar espetáculos com diferentes linguagens como dança, teatro de bonecos, ações performáticas, teatro de rua e caixa cênica, além da presença temáticas voltadas a questões raciais, de gênero e política. Entre os destaques: Nosso Estado de Sítio, inspirado em texto de Albert Camus, Terra Tu Pátria, sobre a falência do mundo institucional e político brasileiro, e Procura-se um corpo - Ação n° 3, uma provocação poética sobre as feridas ainda abertas pela ditadura militar, entre outros.

Além de montagens adultas, a criançada também poderá conferir: Mini Festival de Mini Criaturas Animadas e João-de-Barros, nascido na poesia de Manoel de Barros. Já Pequenas Danças para Não Esquecer parte da obra de Cecília Meireles.

Integram a programação dois grupos convidados: o grupo baiano Coato, nascido na Universidade Federal da Bahia, que abre a mostra no dia 24 de janeiro o espetáculo Eu é outro: Ensaio sobre fronteiras, e os cariocas do Nós do Morro, escola livre de teatro que fecha a mostra no dia 4 de fevereiro com o espetáculo Encontros, 32 anos depois.

Não poderiam faltar debates sobre o fazer teatral no Brasil para promover intercâmbio entre os participantes e um contato com o público.
“O teatro é a arte do encontro e o Itaú cultural serviu de ponte para aproximar estudantes e professores de todas as regiões do país confirmando o potencial de inovação do teatro estudantil brasileiro”, observa a gerente do Núcleo de Artes Cênicas do instituto, Galiana Brasil. A ideia, de acordo com ela, é que a mostra revele um recorte desse mapeamento múltiplo e inquieto que a convocatória revelou. “Assim, se dá corpo a uma espécie de sala de aula expandida, em que o público poderá acompanhar processos de aprendizagem materializados não apenas nas cenas como também nas ações formativas inspiradas pelas vozes desses trabalhos”, conclui Galiana.


PROGRAMAÇÃO COMPLETA

ESPETÁCULOS

DIA 24 DE JANEIRO (QUINTA-FEIRA)
20h
“Eu é outro”: Ensaio sobre fronteiras (BA)
Com Grupo Coato
Sinopse: A obra reflete sobre a percepção e reformulação do corpo como coletivo, uma espécie de organismo integrado, dentro de um todo. Esse organismo que atravessa algumas questões de fronteiras geradas pelas relações com o próximo, e repensa sobre o incômodo de estar junto. É uma ficção possível a ser reconfigurada, dialogada sobre as possibilidades de aproximação e espelhamento. Uma tentativa de aproximação entre o EU OUTRO, EU NÓS.

Duração: 70 minutos
Classificação indicativa: livre
Local: Sala Itaú Cultural
150 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras


DIA 25 DE JANEIRO (SEXTA-FEIRA)
17h
Procura-se um corpo - Ação n° 3 (PE)
SESC Pernambuco
Sinopse: Pretende de forma poética provocar reflexões sobre o nosso passado recente e as feridas ainda abertas pela ditadura militar. A ação performática se soma ao movimento de milhares de brasileiros que exigem que o Governo Federal proceda a investigação sobre o paradeiro das vítimas desaparecidas durante o regime militar, identifique e entregue os restos mortais aos seus familiares e aplique efetivamente as punições aos responsáveis. Partindo destas considerações e tendo em vista que acabamos de rememorar os 50 anos do golpe militar no Brasil (1964-2014), consideramos o teatro capaz de promover o debate político e estético, visando a formação de uma consciência crítica. A ação dá corpo a memorias silenciadas. No limiar da arte e ação cidadã. Nascida da residência com Tânia Farias, dentro do projeto Experimenta Cena 2015, a performance soma-se ao repertório de ações desenvolvidas pela Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz e é realizada pelo Núcleo de Teatro do Sesc Petrolina.

Duração: 40 minutos
Classificação Indicativa: Livre
Local: Sala Multiuso
40 lugares
Não haverá distribuição de ingressos. Sujeito à capacidade da sala.
Interpretação em Libras



20h
O Auto das Consciências (RJ)
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Sinopse: Nessa comédia dramática, um sacerdote faz suas orações para realizar um ritual de exorcismo aos pés de uma grande imagem de um homem branco, aloirado e lânguido, que ele acredita ser Jesus. Ajoelha-se diante da imagem, faz reverência a ela com o sinal da cruz, e inicia o ritual por meio da oração de libertação. Enquanto profere a oração, interferências inusitadas o impedem de concluir o exorcismo, ele sabe que um exorcismo inconcluso implica diversos perigos, então luta para identificar o que acredita ser o diabo e terminar o ritual. Nessa busca, a grande imagem de homem branco que testemunha a cena vai enegrecendo, e vozes intrusivas tentam dissuadir o sacerdote e abalar sua fé. O sacerdote desconhece a voz, ignora de onde vem, nem porque surge, mas os fatos que ela manifesta na memória dele o convencem do mal que não ela, mas o racismo tem feito. Fiel à sua missão, luta contra a negação de seu diversionismo racista denunciado pelas vozes.

Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre (para melhor fruição, esta obra é sugerida para o público acima de 12 anos)
Local: Sala Itaú Cultural
170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras



DIA 26 DE JANEIRO (SÁBADO)
14h30
Mini Festival de Mini Criaturas Animadas (PE)
Universidade Federal de Pernambuco
Sinopse: Minicriaturas invadem o mundo real com poesias, romances e fantasias. Com a magia do balé flutuante dos amantes fantásticos em Poema da Lua. O Mini Festival de Mini Criaturas Animadas é a festa dos “espetaculinhos” de teatro de bonecos, caixa cenário e corpo boneco dos estudantes de Teatro/Licenciatura da Universidade Federal de Pernambuco, sob orientação e direção da Professora Izabel Concessa Arrais.

Duração: 17 minutos
Classificação Indicativa: livre
Local: Piso Térreo
Sem distribuição de ingressos
Interpretação em Libras


15h
João-de-Barros (MG)
Universidade Federal de Minas Gerais
Sinopse: Este teatro não é sobre ser criança. É sobre o menino que há no homem. “Quando eu tinha mais ou menos cinco anos de idade inventei o mar no quintal da casa onde morava. Navegando por ele, um dia, encontrei um povo governado por um grande rei, que em nome da Ordem e Progresso vivia criando decretos absurdos. Hoje, crescido, reinvento essas memórias e convido, aos que desejarem habitar esse lugar cósmico, a virem comigo. Eu sou o João-de-Barros. O João-de-Barros sou eu. E você, quem é?”.

Duração: 45 minutos
Classificação Indicativa: Livre
Local: Sala Multiuso
40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras


20h
Existe muita coisa que não te disseram na escola (MA)
Universidade Federal do Maranhão
Sinopse: A encenação visita através da poesia, canto e dança as experiências de uma mulher que se forma e que reflete sobre sua geração, que olha o passado com respeito, mas busca quebrar ciclos e alcançar lugares de pertencimento. O lugar é a escola onde aprendemos a ser e estar com os outros e estende-se ao seu lar, sua relação com os familiares e as suas memórias impressas ao seu corpo, principalmente em seu cabelo. Ali se dá o desvelamento gradativo e a experiência da jovem em descobrir-se negra revelando a força que reside e resiste em um corpo/alma marcado pelo preconceito.

Duração: 15 minutos
Classificação Indicativa: 14 anos
Local: Sala Itaú Cultural
170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras

20h30

Nosso estado de sítio (RS)
Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
Sinopse: Em uma pequena aldeia de pescadores, que vive uma existência pacífica, a passagem de um cometa provoca uma transformação radical na vida de seus habitantes. O medo e o obscurantismo, associados a um pretenso fim do mundo, que seria anunciado pelo cometa, faz com que instituições tradicionais como Igreja e Governo reafirmem posições pouco afeitas à liberdade de expressão. A chegada da Peste, que metaforiza todos os inimigos dos direitos humanos, traz consigo a ameaça de morte aos habitantes da aldeia. Há duas alternativas para lidar com a Peste: por meio do Amor, simbolizado pelas personagens Diogo e Vitória, que tentam manter o sentimento amoroso que têm um pelo outro em meio a uma onda crescente de medo, e pela luta contra o medo da contaminação, já que a Peste e a morte se alimentam do medo infligido aos habitantes da cidade. A união dos habitantes da cidade, que têm em uma mulher, Vitória, a líder do movimento, afasta a Peste da cidade, libertando a todos do medo que paralisa.

Duração: 50 minutos
Classificação Indicativa: 14 anos
Local: Sala Itaú Cultural
Capacidade: 170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras


DIA 27 DE JANEIRO (DOMINGO)
14h30
Mini Festival de Mini Criaturas Animadas (PE)
Universidade Federal de Pernambuco
Sinopse: Minicriaturas invadem o mundo real com poesias, romances e fantasias. Com a magia do balé flutuante dos amantes fantásticos em Poema da Lua. O Mini Festival de Mini Criaturas Animadas é a festa dos “espetaculinhos” de teatro de bonecos, caixa cenário e corpo boneco dos estudantes de Teatro/Licenciatura da Universidade Federal de Pernambuco, sob orientação e direção da Professora Izabel Concessa Arrais.

Duração: 17 minutos
Classificação Indicativa: livre
Local: Piso Térreo
Sem distribuição de ingressos
Interpretação em Libras



15h
João-de-Barros (MG)
Universidade Federal de Minas Gerais
Sinopse: Este teatro não é sobre ser criança. É sobre o menino que há no homem. “Quando eu tinha mais ou menos cinco anos de idade inventei o mar no quintal da casa onde morava. Navegando por ele, um dia, encontrei um povo governado por um grande rei, que em nome da Ordem e Progresso vivia criando decretos absurdos. Hoje, crescido, reinvento essas memórias e convido, aos que desejarem habitar esse lugar cósmico, a virem comigo. Eu sou o João-de-Barros. O João-de-Barros sou eu. E você, quem é?”.

Duração: 45 minutos
Classificação Indicativa: Livre
Local: Sala Multiuso
Capacidade: 40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras



17h
Procura-se um corpo - Ação n° 3 (PE)
SESC Pernambuco
Sinopse: Pretende de forma poética provocar reflexões sobre o nosso passado recente e as feridas ainda abertas pela ditadura militar. A ação performática se soma ao movimento de milhares de brasileiros que exigem que o Governo Federal proceda a investigação sobre o paradeiro das vítimas desaparecidas durante o regime militar, identifique e entregue os restos mortais aos seus familiares e aplique efetivamente as punições aos responsáveis. Partindo destas considerações e tendo em vista que acabamos de rememorar os 50 anos do golpe militar no Brasil (1964-2014), consideramos o teatro capaz de promover o debate político e estético, visando a formação de uma consciência crítica. A ação dá corpo a memorias silenciadas. No limiar da arte e ação cidadã. Nascida da residência com Tânia Farias, dentro do projeto Experimenta Cena 2015, a performance soma-se ao repertório de ações desenvolvidas pela Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz e é realizada pelo Núcleo de Teatro do Sesc Petrolina.

Duração: 40 minutos
Classificação Indicativa: Livre
Local: Sala Multiuso
40 lugares
Não haverá distribuição de ingressos. Sujeito à capacidade da sala.
Interpretação em Libras



19h
Existe muita coisa que não te disseram na escola (MA)
Universidade Federal do Maranhão
Sinopse: A encenação visita através da poesia, canto e dança as experiências de uma mulher que se forma e que reflete sobre sua geração, que olha o passado com respeito, mas busca quebrar ciclos e alcançar lugares de pertencimento. O lugar é a escola onde aprendemos a ser e estar com os outros e estende-se ao seu lar, sua relação com os familiares e as suas memórias impressas ao seu corpo, principalmente em seu cabelo. Ali se dá o desvelamento gradativo e a experiência da jovem em descobrir-se negra revelando a força que reside e resiste em um corpo/alma marcado pelo preconceito.

Duração: 15 minutos
Classificação Indicativa: 14 anos
Local: Sala Itaú Cultural
170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras


19h30
Xica (BA)
Universidade Federal da Bahia
Sinopse: Baseado em fatos reais o espetáculo Xica! conta a história de Francisco Manicongo, negro africano, escravizado, quimbanda considerado como a primeira travesti não-índia do Brasil. Habitante da região da baixa dos sapateiros, Xica tornou-se símbolo de luta e resistência de uma época em que questionar o sexo biológico era tido como heresia e digno de punição. Escrava de um sapateiro, Xica foi denunciada à inquisição por recusar-se a usar roupas masculinas e a atender por seu nome de batismo. A sua história é mais um exemplo da presença de travestis e transexuais.

Duração: 60 minutos
Classificação Indicativa: 14 anos (Nudez)
Local: Sala Itaú Cultural
170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras



DIA 28 DE JANEIRO (SEGUNDA-FEIRA)
20h
Terra tu pátria (SP)
Universidade de São Paulo
Sinopse: O Comitê Escondido Johann Fatzer age sobre documentos da história recente do Brasil. O espetáculo ressoa gritos acumulados ao longo dos últimos anos. Olha para esses documentos como quem olha para as ruínas de um tempo perdido, e se permite imaginar um outro futuro possível. A falência do mundo institucional e político brasileiro aqui é matéria para a criação de uma peça - ou de um delírio coletivo - diante da realidade que se apresenta.

Duração: 90 minutos
Classificação Indicativa: não indicado para menores de 10 anos (linguagem imprópria)
Local: Sala Itaú Cultural
150 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras



DIA 29 DE JANEIRO (TERÇA-FEIRA)
20h
Pequenas danças para não esquecer (PB)
Universidade Federal da Paraíba
Sinopse: Um espetáculo inspirado no clássico livro Ou Isso Ou Aquilo de Cecília Meireles. O trabalho caracteriza-se como uma proposta coreográfica que busca compartilhar com o público um conjunto de experiências derivadas das relações entre poesia, cultura popular e corporeidade. O livro é uma obra que mistura cantigas de ninar, cantigas de roda, parlendas, trava-línguas e adivinhas originários da cultura popular brasileira através de formas de expressão muito próximas do mundo da criança e com efeitos estéticos bastante sugestivos, criativos e lúdicos. A obra parte destas estruturas e gera um jogo coreográfico com as palavras, os ritmos, as rimas, as repetições e a musicalidade.

Duração: 40 minutos
Classificação Indicativa: Livre
Local: Sala Itaú Cultural
150 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras


DIA 30 DE JANEIRO (QUARTA-FEIRA)
20h
Espetáculo: Insânia Loquaz (SC)
Universidade Federal de Santa Catarina
Sinopse: Um espetáculo da Dois Pontos Cia de DançaTeatro que utiliza a Dança de Salão como linguagem principal e que tem como tema a Loucura. O título faz referência ao primeiro texto escrito no Brasil sobre doenças mentais, em 1831, por José Jobim. O que é um louco?, pergunta o espetáculo. Exclusão físico-social, viagens errantes, aceitação caridosa, confinamento, medicalização. A história da loucura e de sua relação com a sociedade revela traumas e fissuras ainda longe de serem resolvidas. Insânia Loquaz é também um apoio artístico-político à Luta Antimanicomial. A obra reflete o trabalho realizado pelo coreógrafo Ricardo Tetzner na Disciplina de Encenação IV do curso de Artes Cênicas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) a qual, pela primeira vez, tem como resultado um Espetáculo de DançaTeatro. No palco os bailarinos dançam a esquizofrenia, o transtorno obsessivo-compulsivo e a bipolaridade. Dentro dos seus estudos e pesquisas de corpo e movimento, os bailarinos utilizam também a Libras (Língua Brasileira de Sinais) através de um conceito autoral e inovador de coreografia de sinais, onde a Libras é incorporada ao contexto coreográfico do espetáculo.

Duração: 45 minutos
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 10 anos (medo e tensão)
Local: Sala Itaú Cultural
170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras


DIA 31 DE JANEIRO (QUINTA-FEIRA)
20h
Espetáculo: Encardidos (MT)
Universidade do estado de Mato Grosso
Sinopse: Encardidos é o negro, o escravo, o servo, o cativo, o abominável, o odioso, o horrendo, o horroroso, o pavoroso, o detestável, o censurável, o condenável, o reprovável, o maldito, o sujo, o imundo, o infeliz, o escuro, o sombrio, o obscuro, o crioulo, o tição, o afrodescendente. De fato, o tema é o racismo, ainda extremamente presente na sociedade e enraizado na vida daqueles cuja cor da pele é preta.

Duração: 45 minutos
Classificação Indicativa: 10 anos (Tensão e Angústia)
Local: Sala Multiuso
40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras




DIA 1 DE FEVEREIRO (SEXTA-FEIRA)
20h
Estrelas cor de sangue (AM)
Liceu de Artes e Ofício Cláudio Santoro
Sinopse: Qual sua guerra interior? Qual sua guerra pela sobrevivência, pelo amor e pela arte?
Partindo deste processo criativo de perguntas na busca de resposta surge a história real-Ficção de Alice e Felipe as crianças da guerra, da chacina, da favela e de qualquer lugar do mundo. A montagem não te levará a um lugar, mas sim vários que teu corpo, coração queira navegar. A peça vem para instigar, pulsar e rever as emoções mais intrigantes do público. A montagem traz em sua concepção cênicas o teatro físico, do absurdo e oprimido. É um brinde com sangue e pureza sobre o olhar frio da sociedade sobre o viver e sobreviver.

Duração: 45 minutos
Classificação Indicativa: 16 anos (estupro, exploração sexual, mutilação)
Local: Sala Itaú Cultural
170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras



DIA 2 DE FEVEREIRO (SÁBADO)
20h
Laranja Mecânica (SP)
Indac - Escola de Atores
Sinopse: A obra apresenta Alex e seus parceiros, que se divertem cometendo crimes. Preso, Alex é submetido a um novo tratamento do Estado para reprimir seu desvio comportamental. Quando é reintegrado à sociedade, passa a sofrer abusos, mas está fisiologicamente impossibilitado de reagir.

Duração: 90 minutos
Classificação Indicativa: 16 anos (nudez, ato violento, agressão verbal, exposição ao perigo)
Local: Sala Multiuso
40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras



DIA 3 DE FEVEREIRO (DOMINGO)
19h
Arame Farpado (RJ)
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Sinopse: O ambiente acadêmico circundado por uma cerca que o demarca como um espaço para a classe dominante. Quatro atores, com suas memórias e anseios, tentam furar essa cerca, trazendo para o centro da cena acadêmica o que hoje é periferia. Em meio a churrascos na laje, piscina, baile funk suas memórias vão sendo costuradas envolvendo o público e lançando a questão: Quando a democratização do acesso à educação será radicalmente estabelecida?

Duração: 75 minutos
Classificação Indicativa: 14 anos (estigma, preconceito)
Local: Sala Itaú Cultural
170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras



DIA 4 DE FEVEREIRO (SEGUNDA-FEIRA)
20h
Encontros 32 anos depois (RJ)
Nós do Morro
Sinopse: Encontros é uma celebração à vida desses jovens sonhadores que, impossibilitados de contar com políticas públicas que os ajudassem a ter acesso aos bens de produção cultural e a uma vida melhor, se viravam como podiam, fazendo do seu viver uma forma de expressão de uma geração que vivia à margem das benesses da sociedade de consumo e do mundo da alta cultura. A peça volta à cena em uma releitura assinada por Fabrício Santiago, com colaboração de Álamo Facó. O argumento é o mesmo e os conflitos permanecem, mas as situações foram adaptadas para o contexto atual, com a dinâmica de uma sociedade cada vez mais impactada pela globalização. Apesar da diferença de 31 anos entre a primeira montagem e essa, a importância ainda é bastante latente na história, não somente do Nós do Morro, mas de tantas outras comunidades espalhadas pelo Rio de Janeiro e pelos demais estados brasileiros.

Duração: 70 minutos
Classificação Indicativa: 14 anos (estigma, preconceito, obscenidade)
Local: Sala Itaú Cultural
170 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras


Reflexões sobre o espetáculo


DIA 28 DE JANEIRO (SEGUNDA-FEIRA)
10h
Medição 1: Procura-se um corpo: Ação nº3 (PE), O auto das consciências (RJ) e Nosso estado de sítio (RS)
Com Vicente Concilio
Medição 2: Mini festival de mini criaturas (PE), João-de-Barros (MG)
Com Sandra Vargas
Duração: 180 minutos
Classificação Indicativa: livre
Local: Sala Vermelha
40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras


DIA 29 DE JANEIRO (TERÇA-FEIRA)
10h
Mediação: Existe muita coisa que não te disseram na escola (MA), Xica (BA) e Terra tu pátria (SP)
Com Valmir Santos
Duração: 180 minutos
Classificação Indicativa: livre
Local: Sala Multiuso
45 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoaInterpretação em Libras


DIA 2 DE FEVEREIRO (SÁBADO)
10h
Mediação: Pequenas danças para não esquecer (PB) e Insânia Loquaz (SC)
Com Luciane Ramos
Duração: 180 minutos
Classificação Indicativa: livre
Local: Sala Vermelha
40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras


DIA 4 DE FEVEREIRO (SEGUNDA-FEIRA)
10h
Mediação 1: Espetáculos Encardidos (MT) e Estrelas cor de sangue (AM)
Com Roberto Lúcio
Mediação 2: Laranja Mecânica (SP) e Arame Farpado (RJ)
Com Luciana Lyra
Duração: 180 minutos
Classificação Indicativa: livre
Local: Sala Vermelha
40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras



Mesas

DIA 28 DE JANEIRO (SEGUNDA-FEIRA)
17h
Festivais universitários, uma expansão da sala de aula
Com Bárbara Bof, Pita Belli e Narciso Telles
Mediação: Fábio Hostert
Duração: 120 minutos
Classificação Indicativa: livre
Local: Sala Vermelha
40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras


DIA 29 DE JANEIRO (TERÇA-FEIRA)
17h
Sobre as urgências da cena: de onde se faz/diz, o que se faz/diz, como se faz/diz?
Com Luiz Lerro, Tânia Farias e Maria Thais
Mediação: Maria Thais
Duração: 120 minutos
Classificação Indicativa: livre
Local: Sala Multiuso
40 lugares
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: uma hora antes do evento | com direito a um acompanhante
Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa
Interpretação em Libras


SERVIÇO

a_ponte: cena do teatro universitário

De 24 de janeiro a 4 de fevereiro (quinta-feira a segunda-feira)

Entrada gratuita

Distribuição de ingressos:

Público preferencial: 1 hora antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)

Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)

Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108

Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:

3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.

Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.



Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô

Fones: 11. 2168-1776/1777

Acesso para pessoas com deficiência

Ar condicionado

www.itaucultural.org.br

www.twitter.com/itaucultural

www.facebook.com/itaucultural

www.youtube.com/itaucultural

www.flickr.com/itaucultural








DE OLHO NA CENA ® 2015 - Todos os Direitos Reservados
. . . . . . . . . . . .

DE OLHO NA CENA BY NANDA ROVERE - TUDO SOBRE TEATRO, CINEMA, SHOWS E EVENTOS Sou historiadora e jornalista, apaixonada por nossa cultura, especialmente pelo teatro.Na minha opinião, a arte pode melhorar, e muito, o mundo em que vivemos e muitos artistas trabalham com esse objetivo. de olho na cena, nanda rovere, chananda rovere, estreias de teatro são Paulo, estreias de teatro sp, criticas sobre teatro, criticas sobre teatro adulto, criticas sobre teatro infantil, estreias de teatro infantil sp, teatro em sp, teatros em sp, cultura sp, o que fazer em são Paulo, conhecendo o teatro, matérias sobre teatro, teatro adulto, teatro infantil, shows em sp, eventos em sp, teatros em cartaz em sp, teatros em cartaz na capital, teatros em cartaz, teatros em são Paulo, teatro zona sul sp, teatro zona leste sp, teatro zona oeste sp, nanda roveri,

CRISOFT - Criação de Sites ® 2005
HOME PAGE | QUEM SOU | TEATRO ADULTO | TEATRO INFANTIL | MULTICULTURAL | CONTATO
CRÍTICAS OPINIÕES CINEMA
MATÉRIAS MATÉRIAS SHOWS
ESTREIAS ESTREIAS EVENTOS