Eventos: Prêmio Aplauso Brasil anuncia os escolhidos pelo júri popular
A festa de premiação da 6 ª edição do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro, que terá Marisa Orth e Leo Pacheco como mestres de cerimônia e direção de Raphael Gama, acontece em 6 de agosto, no Teatro Sérgio Cardoso
Prêmio Aplauso Brasil anuncia os escolhidos pelo júri popular

A festa de premiação da 6 ª edição do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro, que terá Marisa Orth e Leo Pacheco como mestres de cerimônia e direção de Raphael Gama, acontece em 6 de agosto, no Teatro Sérgio Cardoso

Eva Wilma, Miriam Mehler e Rosamaria Murtinho são as atrizes homenageadas desta edição

Fruto de mais de três décadas de dedicação às artes cênicas do crítico, jornalista e autor Michel Fernandes, o Prêmio Aplauso Brasil completa seis anos de vida, com festa no dia 06 de agosto, no Teatro Sérgio Cardoso. Concebido por Michel, que é também autor do site homônimo (www.aplausobrasil.com.br), para prestigiar e premiar os melhores do teatro de São Paulo, a cerimônia vai reunir público e classe artística para juntos celebrarem as produções levadas aos palcos paulistanos. São 57 indicados entre 16 categorias, além do Prêmio de Produtor e Prêmio Especial.

Foram 12 meses de muito trabalho até chegar o grande dia da cerimônia de premiação que vai reunir artistas, produtores, profissionais de teatro, imprensa e o público. As peças teatrais que estrearam nos palcos da cidade de São Paulo em 2017 foram avaliadas para a composição de seis indicados, três por semestre, que vão para a final popular e seguem para votação do júri técnico, a qual ocorre na noite de premiação e só na festa é que são conhecidos os vencedores.

“Comprometimento, amor, generosidade, fé, coragem e um pouco de ousadia são os ingredientes indispensáveis para solidificar um artista, um ser humano. O site Aplauso Brasil nestes 15 anos de trajetória conta com colaboradores que compartilham conosco o amor pelas artes, o imprescindível apoio do SESC SP – um dos principais anunciantes do site – e parceiros que anunciam suas produções. É esta trajetória que queremos celebrar, pois é sempre o nosso melhor que está em jogo”, diz Michel Fernandes, criador do site e do prêmio.

Todos os anos personalidades que contribuíram, e ainda contribuem, em diversos sentidos para o aprimoramento da História do Teatro Brasileiro são premiadas. Nesta edição o Prêmio Especial vai para Eva Wilma, Miriam Mehler e Rosamaria Murtinho, três grandes mulheres que dedicaram suas vidas aos palcos.

Aplauso Brasil

Ao longo de mais de 15 anos de estrada, o site Aplauso Brasil, pioneiro no Brasil na segmentação das artes cênicas, com matérias, críticas, resenhas e coberturas, cumpre seus principais objetivos de divulgar e fomentar discussões acerca das produções que se apresentam nos palcos da cidade de São Paulo. Considerado no meio teatral como “um dos mais importantes, relevantes e influentes meios digitais sobre teatro”, o site já contou com contribuições de Alberto Guzik, João Silvério Trevisan, Lúcius de Mello, Ivam Cabral, Rodolfo García Vázquez, Ubiratan Brasil, Marici Salomão, Silvana Garcia e Nelson de Sá.



“A noite promete emoção e riso. Só uma reunião de artistas e seu público é capaz de recarregar nossas esperanças para continuar a encarar os tempos sombrios em que estamos vivendo”, pontua Michel. “Devemos homenagear os artistas de teatro que tanto lutaram e lutam contra o preconceito”, conclui.


Conheça as categorias e os escolhidos nesta primeira etapa

pelo júri popular:



MELHOR ILUMINAÇÃO

• Binho Schaefer por “Teresinha” e “Grande Sertão: Veredas” (46%)

• César Pivetti e Vania Jáconis por “O Bosque Soturno” e “Quarto Estado da Água” (44%)

• Wagner Freire por “O Som e a Sílaba” (4%)

• Aline Santini por “Refluxo” e “Não Somos Amigas” (4%)

• Wagner Antonio por ”Chorume” e “Jacqueline” (1%)

• Aurélio de Simone por “A guerra não tem rosto de mulher” (1%)



MELHOR ARQUITETURA CÊNICA

• Camila Toledo, com colaboração de Paulo Mendes da Rocha por “Grande Sertão: Veredas” (33%)

• Eric Lenate por ”Refluxo” (32%)

• José Dias por “Doroteia” (13%)

• André Cortez por “Imortais” e “Jacqueline” (9%)

• Grupo Redimunho por “Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas” (7%)

• Ronaldo Fraga por “A Visita da Velha Senhora” (7%)



MELHOR FIGURINO

• Ligia Rocha e Marco Pacheco por “O Som e a Sílaba” e “Hebe, o musical” (32%)

• Bia Pieratti e Carol Reissman por “Pessoas Brutas” (24%)

• A musa heroica Cia. de teatro por “Relicário” (20%)

• Rosangela Ribeiro por “Refluxo” (11%)

• Kika Lopes e Heloisa Stockler por “Suassuna – O Auto do Reino do Sol” (10%)

• As Meninas do Conto – Yumi Sakate por “Mil Mulheres e Uma Noite” (4%)



MELHOR TRILHA SONORA

• Fred Silveira e Dan Rosseto por “Enquanto as Crianças Dormem” (37%)

• Egberto Gismonti por “Grande Sertão: Veredas” (31%)

• Zeca Baleiro por “Roque Santeiro, o Musical” (11%)

• Chico César, Beto Lemos e Alfredo Del Penho por “Suassuna – O Auto do Reino do Sol” (10%)

• Miguel Briamonte por “Constelações” e “Num Lago Dourado” (10%)

• Marcello Amalfi por “Se Existe Eu Ainda Não Encontrei” (2%)



MELHOR DIREÇÃO

• Miguel Falabella por “O Som e a Sílaba” e “Hebe, o musical” (53%)

• Eric Lenate por “Refluxo” (18%)

• Luiz Villaça por “A Visita da Velha Senhora” (16%)

• Luiz Carlos Vasconcelos por “Suassuna – O Auto do Reino do Sol” (8%)

• Eric Nowinski por “Mil Mulheres e Uma Noite” (4%)

• Henrique Fontes por “Jacy” (1%)



MELHOR ELENCO

• “Fulaninha e Dona Coisa” (Nathalia Dill, Vilma Melo e Rafael Canedo) (61%)

• “Enquanto as Crianças Dormem” (Carol Hubner, Carolina Stofella, Diogo Pasquim, Haroldo Miklos, Juan Tellategui, João Sá, Samuel Carrasco e Roque Greco) (23%)

• “Suassuna – O Auto do Reino do Sol” (Adrén Alves, Alfredo Del Penho, Beto Lemos, Fábio Enriquez, Eduardo Rios, Renato Luciano, Ricca Barros, Rebeca Jamir, Chris Mourão e Pedro Aune) (7%)

• “O Som e a Sílaba” (Alessandra Maestrini e Mirna Rubim) (5%)

• “Mil Mulheres e Uma Noite” (Danielle Barros, Helena Castro, Lilian de Lima, Lívia Salles, Norma Gabriel, Silvia Suzy, Simone Grande e Carolina Bahiense) (3%)

• “Estranhos.com” (Deborah Evelyn e Johnny Massaro) (1%)



MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

• Miriam Jardim por “A Falecida” (27%)

• Renata Ricci por “Hebe, o musical” (27%)

• Mel Lisboa por “Boca de Ouro” (21%)

• Lavínia Pannunzio por “Refluxo” (13%)

• Ana Toledo por “Lembro Todo dia de Você” (8%)

• Denise Assunção por “As Criadas” (5%)



MELHOR ATOR COADJUVANTE

• Ubiracy Paraná do Brasil por “2 Filhos de Francisco, o musical“ (51%)

• Rodrigo Fregnan por “2 Filhos de Francisco, o musical“ (22%)

• Robson Catalunha por “Pessoas Brutas” (16%)

• Ivan Parente “Les Miserables” (5%)

• Dagoberto Feliz por “Roque Santeiro” (4%)

• Reiner Tenente por “Cantando na Chuva” (2%)



MELHOR ATRIZ

• Denise Fraga por “A Visita da Velha Senhora” (37%)

• Eloisa Vitz por “A Falecida” (33%)

• Lavínia Panunzio por “Boca de Ouro (17%)

• Ilana Kaplan por “Baixa Terapia” (7%)

• Amanda Lyra por “Quarto 19” (6%)



MELHOR ATOR

• Beto Sargentelli por “2 Filhos de Francisco, o musical“ (32%)

• Daniel Gonzales por “A Falecida” (21%)

• Caio Blat por “Grande Sertão: Veredas” (19%)

• Ary Fontora por “Num Lago Dourado” (17%)

• Renato Borghi por “O Rei da Vela” (6%)

• Fernando Sampaio por “Pagliacci” (5%)



MELHOR DRAMATURGIA

Dan Rosseto por “Enquanto as Crianças Dormem” (74%)

Solange Dias por “Enquanto Chão” (19%)

Braulio Tavares por “Suassuna – O Auto do Reino do Sol” (3%)

Henrique Fontes, Pablo Capistrano e Iracema Macedo por “Jacy” (2%)

Newton Moreno por “Imortais” (1%)

Miguel Falabella por “O Som e a Sílaba” (1%)



MELHOR ESPETÁCULO DE GRUPO

• “Pink Star” Cia. Os Satyros (39%)

• “Uma Peça por Outra” Grupo Das Dores (29%)

• “Race” Cia. Teatro Epigenia (10%)

• “Mártir” Cia. Arthur-Arnaldo (9%)

• “Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas” Grupo Redimunho (9%)

• “Jacy” Grupo Carmim (4%)



MELHOR ESPETÁCULO MUSICAL

• “2 Filhos de Francisco, o musical” T4F (44%)

• “Hebe, o musical” Bonustrack Entretenimento, Hebe Forever e Atual Produções (33%)

• “Madame Satã” Grupo dos 10 (10%)

• “Suassuna – O Auto do Reino do Sol” Sarau e Barca dos Corações Partidos (7%)

• “Lembro Todo Dia de Você” Núcleo Experimental (3%)

• “Rent” Ibelieve e Beleleo Prods (2%)



MELHOR ESPETÁCULO DE PRODUÇÃO INDEPENDENTE

• “Enquanto as Crianças Dormem” dirigido por Dan Rosseto, produção – Applauzo Produções e Lugibi Produções Artísticas (34%)

• “Grande Sertão: Veredas” dirigido por Bia Lessa, produção – 2+3 Produções Artisticas (31%)

• “Dias Perfeitos” dirigido por César Baptista, produção – Franco Produções Artisticas (19%)

• “A Visita da Velha Senhora” dirigido por Luiz Villaça, produção – NIA Teatro (8%)

• “Num Lago Dourado” dirigido por Elias Andreato, produção – Morente Forte Produções e Quadrilha da Arte (5%)

• “Estranhos.com” dirigido por Emílio de Melo, produção – CALLIGARIS PRODUÇÕES (2%)



MELHOR ESPETÁCULO PARA O PÚBLICO INFANTIL E JOVEM

• “Zepelim (ou O balão que nunca existiu)” direção de Danilo Moura (33%)

• “Certa Vez Numa Ilha” direção de Rafael de Castro (32%)

• “Oliver Twist” direção de Rodrigo Audi (13%)

• “Do ensaio para o baile” direção de William Costa Lima (11%)

• “Bê a bach” direção de Anie Welter e Marcelo Zurawski (8%)

• “Nerina, A Ovelha Negra” direção de Sidnei Caria (3%)





DESTAQUE

• Projeto Doutores da Alegria (35%)

• “O Teatro do Contêiner Munguzá” da Cia Munguzá (24%)

• Espetáculo Colegas – por levar para o teatro artistas com Sindrome de Down. Inserção social nessa época de trevas pé sempre louvável. Adaptação e direção de Leonardo Cortez (20%)

• Peça “O Rei da Vela” remontagem (17%)

• Exposição Gianni Ratto 100 anos (2%)

• Exposição Living Theater, SESC CONSOLAÇÃO (2%)





Ficha Técnica:


COMISSÃO DE CONSELHO: Edgar Olímpio de Souza, José Cetra Filho, Luis Francisco Wasilewski, Maurício Mellone, Miguel Arcanjo Prado e Vinício Angelici

JÚRI TÉCNICO: Carlos Colaboni, Júlio Dória, Kyra Piscitelli, Nanda Rovere e Teca Spera.

PRODUÇÃO: Aplauso Brasil e APAA -Associação Paulista Dos Amigos daArte

DESENHO DO TROFÉU: Fernando Castioni

CONFECÇÃO DOS TROFÉUS: Artistas-aprendizes do curso de Técnicas do Palco da SP Escola de Teatro (realização) sob orientação de J.C. Serroni e Viviane Ramos

MESTRES DE CERIMÔNIA: Marisa Orth e Leo Pacheco

DIREÇÃO: Raphael Gama

COORDENADOR GERAL e ROTEIRO: Michel Fernandes

ASSISTENTE DE COORDENAÇÃO: Gilberto Muniz

DIREÇÃO MUSICAL, TRILHA ORIGINAL E PIANO: Jonatan Harold.

PRODUÇÃO EXECUTIVA: Tom Arruda –WTOM



Serviço:



VI PRÊMIO APLAUSO BRASIL DE TEATRO

Dia 06 de agosto, segunda-feira, às 20 horas.

Ingressos: gratuitos (retirar na bilheteria do teatro com 1 hora de antecedência 1 ingresso por pessoa).

Classificação: Livre.

Duração: 110 minutos.



TEATRO SÉRGIO CARDOSO

Rua Rui Barbosa, 153 – Bela Vista
São Paulo – SP | 01326-010
Estações do Metrô Próximas: São Joaquim e Brigadeiro
Linhas de ônibus: 475M-10 Jd. da Saúde; 967A-10 Imirim/Pinheiros

Sala Sérgio Cardoso: 835 lugares
BILHETERIA - 11 3288-0136 - Rua Rui Barbosa, 153



Site: www.aplausobrasil.com.br

Facebook: facebook.com/aplausobrasil

Instagram: @aplausobr/ #premioaplausobrasil

Twitter: @aplausobrasil



MICHEL FERNANDES – criador do prêmio e do site Aplauso Brasil

Jornalista e Ator

Atua como crítico de teatro desde 2000; Criador/ Editor do Site Aplauso Brasil; Criador/Coordenador do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro; Membro da APCA - Associação Paulista de Críticos de Artes, curador de projetos especiais, do Teatro de Araras e da APAA – Associação Paulista de Amigos da Arte.



RAPHAEL GAMA

Paulistano de 31 anos, Raphael Gama iniciou seus trabalhos teatrais cedo, na idade de 11 anos na Companhia Lusco-Fusco e em dublagens. Como ator, trabalhou com diretores como Elias Andreato, Paulo Marcos Brito, Brian Penido Ross, Gian Marco Delle Sedie e Beto Ribeiro entre outros. Com Elias Andreato firmou também uma parceria em direção com espetáculos como A Língua em Pedaços, Palavra de Stela, Help, Funny e concebeu o espetáculo musical Araca, onde Raphael faz Aracy de Almeida. Preparador de Elenco com formação pela Actors Studio NY, já dirigiu nomes como Cleide Queiroz, Eduardo Martini, Maria Pinna entre outros. Diretor e ator, Raphael também é versionista e dramaturgo com mais de 10 espetáculos já montados em São Paulo, Rio de Janeiro e Paris. Recentemente, Raphael desenvole um trabalho de introdução de novos artistas no mercado com seu grupo de Estudos Teatrais Gamarte, que leva espetáculos de cunho histórico-cultural para escolas do país.




DE OLHO NA CENA ® 2015 - Todos os Direitos Reservados
. . . . . . . . . . . .

DE OLHO NA CENA BY NANDA ROVERE - TUDO SOBRE TEATRO, CINEMA, SHOWS E EVENTOS Sou historiadora e jornalista, apaixonada por nossa cultura, especialmente pelo teatro.Na minha opinião, a arte pode melhorar, e muito, o mundo em que vivemos e muitos artistas trabalham com esse objetivo. de olho na cena, nanda rovere, chananda rovere, estreias de teatro são Paulo, estreias de teatro sp, criticas sobre teatro, criticas sobre teatro adulto, criticas sobre teatro infantil, estreias de teatro infantil sp, teatro em sp, teatros em sp, cultura sp, o que fazer em são Paulo, conhecendo o teatro, matérias sobre teatro, teatro adulto, teatro infantil, shows em sp, eventos em sp, teatros em cartaz em sp, teatros em cartaz na capital, teatros em cartaz, teatros em são Paulo, teatro zona sul sp, teatro zona leste sp, teatro zona oeste sp, nanda roveri,

CRISOFT - Criação de Sites ® 2005
HOME PAGE | QUEM SOU | TEATRO ADULTO | TEATRO INFANTIL | MULTICULTURAL | CONTATO
CRÍTICAS OPINIÕES CINEMA
MATÉRIAS MATÉRIAS SHOWS
ESTREIAS ESTREIAS EVENTOS