TEATRO
Acompanhe o melhor do teatro adulto e infantil! As principais estreias nos palcos estão aqui.
Não deixe de ler as matérias e críticas.

Entrevistas e dicas de espetáculos

O Legado de Antunes Filho celebrado através de realizações do SESC que colocam novamente em atividade o CPT
Publicado em 93/09/2020, 22:00
8
Facebook Share Button
Na mesa O Legado de Antunes Filho, primeira live do seminário de abertura CPT 2020, o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, recebe três encenadores que tiveram suas trajetórias marcadas pela figura de Antunes: Gabriel Villela, Bia Lessa (que atuou com o encenador no início de sua carreira e fez a sua versão para a obra Macunaíma, icônica na trajetória do diretor) e Samir Yazbek (integrante do CPT por uma década) tratam sobre como o diretor influenciou o processo criativo de cada um.
O Sr Danilo Santos Miranda falou sobre a importância de Antunes filho para a história do SESC e para o Brasil. Disse que a proposta do Sesc com relação ao CPT é ampliar e dar procedimento ao trabalho crítico e multidisciplinar de produção teatral realizado no CPT por Antunes e a sua equipe.
O diretor propôs um pensamento sobre a arte e atuou em todas as linguagens artísticas, especialmente o teatro e a TV.
A diretora Bia Lessa classificou o CPT como centro irradiador do teatro, valorizando sempre o diálogo. Segundo Bia, Antunes Filhos é fundamental para a cultura brasileira e para se entender o teatro. ¨É uma referência de como as artes cênicas deveriam ser tratadas no país¨, afirmou.
Bia também salientou que Antunes realizava um um teatro de pesquisa que separa o teatro do entretenimento e que traz como princípios principais o rigor, a pesquisa, o desafio e o diálogo para a criação de um mundo mais justo. ¨É algo solar e que me dá uma esperança tão grande! ¨, declara a diretora.
Samir Yazbek destaca que Antunes era apaixonado por dramaturgia, o que é raro de se ver.
Ele o conheceu quando foi assistir uma palestra sua no CCSP – Centro Cultural São Paulo e foi falar com ele. Imediatamente Antunes pediu para que Samir fosse até o CPT e, a partir de então, constituíram uma parceria de dez anos de trabalho e uma amizade para a vida.
No decorrer de sua fala, Yasbek citou personalidades do CPT, como Sebastião Milaré e Luis Melo, e salientou que Antunes era um pedagogo que no seu processo de direção prezava pela técnica e conhecimento, mas sobretudo queria ouvir o artista, verificar o que ele tinha a dizer.
Gabriel Villela sempre afirmou a sua admiração por Antunes Filho e um momento muito especial na sua memória foi o arrebatamento que a icônica montagem de Macunaíma lhe causou.
Um artista que escutava o galo cantar e sabia onde ele cantava, define Villela sobre Antunes, salientando o seu conhecimento profundo sobre o fazer teatral.
Segundo Villela, Antunes atravessou o Oriente e foi abrindo caminhos para compartilhar as suas experiências. Um homem de escuta que amou o Oriente e trazia nas suas realizações a síntese da vida e da morte. ¨Criou uma constelação celestial e com Macunaíma virou estrela regente. Antunes nunca vai morrer, ele está presente no teatro¨.
O diretor comentou sobre a influência de Kazuo Ohno e do diretor de teatro japonês Tadashi Suzuki na obra de Antunes, sendo que este último trabalhou na produção de Fragmentos Troianos e juntos integravam a Comissão que organizava as Olímpíadas de teatro.
No início dos anos 90, Villela levou trabalhos para o exterior e lá pôde verificar o quanto admiravam Antunes Filho. Respeitavam e conheciam um pouco sobre o nosso contato a partir do contato que tiveram com o mestre. ¨Antunes Filhos levou a essência do nosso teatro para o exterior”, diz.
Villela salienta: ¨Nunca mais o nosso país pensou teatro da mesma maneira depois de Antunes Filho. Antunes está vivo. Abriu uma estrada para os artistas brasileiros¨.
¨Antunes queria o rigor e a disciplina e conseguiu isso com gente muito nova. Formou atores muito importantes para o nosso teatro hoje¨, complementa o diretor.
Para Villela, o processo de criação de Antunes lembra o ateliê dos pintores renascentistas que levavam para as suas salas centros de criações. ¨Um formigueiro humano trabalhando para que arte fosse eterna¨, elogiou, sempre usando as suas belas metáforas para falar sobre a arte e a vida.
Villela opina que nesses momentos escuros, o CPT abre uma porta para a luz, de uma potência atômica de renovação e estudo. Classifica Antunes como um ser ¨perigoso, porque ele derramava as teorias e através de todo o seu conhecimento colaborava para o crescimento do ser humano”.
Villela destaca que o diretor buscava sempre o novo nas suas criações; tinha uma ânsia por mudanças que fazia com que ele fosse atrás de novas metodologias e que o CPT estivesse em frequente ebulição.
Na sua opinião, Antunes Filho é o único artista brasileiro que reproduz o gênero humano no teatro com intensidade absoluta.

Reabertura do Centro de Pesquisa Teatral CPT_SESC
A partir de 1º de setembro de 2020
Confira a programação completa em www.sescsp.org.br/cpt e nas redes sociais:
instagram/cptsesc
facebook.com/cptsesc
twitter.com/cptsesc
youtube.com/cptsesc
Clique nas imagens para ampliar:



DE OLHO NA CENA ® 2015 - Todos os Direitos Reservados
. . . . . . . . . . . .

DE OLHO NA CENA BY NANDA ROVERE - TUDO SOBRE TEATRO, CINEMA, SHOWS E EVENTOS Sou historiadora e jornalista, apaixonada por nossa cultura, especialmente pelo teatro.Na minha opinião, a arte pode melhorar, e muito, o mundo em que vivemos e muitos artistas trabalham com esse objetivo. de olho na cena, nanda rovere, chananda rovere, estreias de teatro são Paulo, estreias de teatro sp, criticas sobre teatro, criticas sobre teatro adulto, criticas sobre teatro infantil, estreias de teatro infantil sp, teatro em sp, teatros em sp, cultura sp, o que fazer em são Paulo, conhecendo o teatro, matérias sobre teatro, teatro adulto, teatro infantil, shows em sp, eventos em sp, teatros em cartaz em sp, teatros em cartaz na capital, teatros em cartaz, teatros em são Paulo, teatro zona sul sp, teatro zona leste sp, teatro zona oeste sp, nanda roveri,

CRISOFT - Criação de Sites ® 2005
HOME PAGE | QUEM SOU | TEATRO ADULTO | TEATRO INFANTIL | MULTICULTURAL | CONTATO
CRÍTICAS OPINIÕES CINEMA
MATÉRIAS MATÉRIAS SHOWS
ESTREIAS ESTREIAS EVENTOS