TEATRO
Acompanhe o melhor do teatro adulto e infantil! As principais estreias nos palcos estão aqui.
Não deixe de ler as matérias e críticas.

Críticas - Teatro Adulto

O Grande Cometa
Publicado em 08/10/2018, 22:00
1
Facebook Share Button
O Grande Cometa é um trabalho feito com muito esmero e super afinado - e afiado.

Uma festa cênica que tem a guerra somente como pano de fundo, para contar uma história de amor, frustração e esperança de tempos melhores.

A peça é inspirada em passagem da obra Guerra e Paz, de Leon Tolstói, e fala de amor, perdão e redenção na Rússia do começo do século XIX, assolada pelas guerras Napoleônicas.

Na trama, os rumos de uma jovem que é noiva, mora no interior, mas vai passar uma temporada na capital. Enquanto seu noivo está lutando na guerra, ela se apaixona por um homem casado (Anatole) e isso acaba destruindo a sua posição na sociedade. O seu comportamento, obviamente, não é bem visto.

O encontro com Pierre, um jovem casado (mas solitário), transforma a sua vida (através do amor e amizade). Aliás, um encontro que transforma a vida de ambos. A luz surge e o símbolo desse encontro é a chegada de um cometa.

O musical que tem como trunfo o elenco de grandes talentos guiados pelas mãos de Zé Henrique de Paula, na direção geral, e por Fernanda Maia na direção musical, grande parceira de Zé no teatro.

Os atores ocupam com competência todos os espaços do salão do Rooftop, composto por mesas, cadeiras e passarelas.

Eles passam entre as mesas durante a apresentação, estabelecendo com o espectador uma grande proximidade e promovendo uma importante troca de energia para que a apresentação ganhe a empatia do espectador.

Com relação ao elenco, vale algumas menções de destaque, mas é importante frisar que todos estão ótimos, em plena sintonia.

Bruna Guerin é linda e uma moça ingênua. Natasha é um tipo de personagem que ela sempre é escalada para fazer. Nesse espetáculo, no entanto, ela traz um vigor e, ao mesmo tempo, doçura, que o coloca entre as suas grandes realizações.

André Frateschi como Pierre traz um canto primoroso e uma interpretação que evidencia toda a fragilidade de seu personagem. A cena final entre Natasha e Pierre é tocante pela emoção que emana. Conferi também a interpretação competente de Thiago Perticarrari para Pierre.

Anatole traz toda a juventude e egoísmo do jovem que se apaixona e descarta logo em seguida as mulheres para novas aventuras. Tive e oportunidade de rever o espetáculo com Gabriel Leone e Dan Cabral, seu alternante. Leone está bem no papel, mas Dan apresenta uma segurança que merece aplausos especiais.

Carol Bezerra está incrível como Hélène, com uma volúpia arrebatadora. Nábia Villela, Marya, além de seu canto ímpar, traz segurança na interpretação da Madrinha da protagonista, mulher conservadora que tenta de todo modo preservar Natasha e não consegue compreender a sua paixão por Anatol.

Um musical com os diálogos cantados pode cansar quem o assiste, mas Zé Henrique cria cenas dinâmicas e inteligentes. O seu pulso de diretor está claramente presente, mas os atores têm liberdade para brilhar.

Em alguns momentos é complicado entender os diálogos, por serem todos musicados, mas esse detalhe é de pouca importância diante da qualidade de toda a apresentação. O talento dos atores, da direção e de toda a equipe técnica faz com que a história seja compreendida.

Os momentos de maior destaque são as cenas que retratam a boemia de alguns personagens, sobretudo de Anatole e Pierre, com danças típicas e músicas de diversos estilos que fazem com que o público se sinta na Rússia do século XIX. Fernanda Maia realiza uma direção musical que promove encantamento.

O figurino e a luz também têm papel essencial para a qualidade da encenação. As roupas desenham com precisão o temperamento dos personagens e a luz delimita o espírito de cabaré, sinalizando com precisão os momentos mais densos, de festa ou de pura emoção.

Elenco:
Pierre – André Frateschi
Natasha – Bruna Guerin
Anatole – Gabriel Leone
Boris – Guilherme Leal
Julia – Nani Porto
Sonya – Adriana Del Claro
Sonya (alternante) – Miranda Kassin
Denisov – Wilson Feitosa
Princesa Mary – Lola Fanucchi
Marya D – Nábia Villela
Vasili – Daniel Cabral
Vera – Natália Glanz
Dolokhov – Andre Torquato
Anna Pavlovna – Fabiana Tolentino
Balaga – Vitor Moresco
Hélène – Carol Bezerra
Petya – Arthur Berges
Anna Mikhailovna – Letícia Soares
Mlle Bourienne – Giovanna Moreira
Bolkonsky / Andrey – Patrick Amstalden
Berg – Rafael Pucca
Nikolai – Thiago Perticarrari

SERVIÇO:
De 24 de agosto a 25 de novembro de 2018
Local: 033 Rooftop (Complexo do Shopping JK - Av. Juscelino Kubitschek, 2041 - Itaim Bibi)
Horário: Sextas - 21h30 / Sábados - 16h e 21h30 / Domingos - 19h30
Classificação: 12 anos
Duração: 2h30 (com 20 minutos de intervalo)
Ingressos: www.ingressorapido.com.br
As fotos da matéria são da fan page do musical:
www.facebook.com/ograndecometa
Clique nas imagens para ampliar:

DE OLHO NA CENA ® 2015 - Todos os Direitos Reservados
. . . . . . . . . . . .

DE OLHO NA CENA BY NANDA ROVERE - TUDO SOBRE TEATRO, CINEMA, SHOWS E EVENTOS Sou historiadora e jornalista, apaixonada por nossa cultura, especialmente pelo teatro.Na minha opinião, a arte pode melhorar, e muito, o mundo em que vivemos e muitos artistas trabalham com esse objetivo. de olho na cena, nanda rovere, chananda rovere, estreias de teatro são Paulo, estreias de teatro sp, criticas sobre teatro, criticas sobre teatro adulto, criticas sobre teatro infantil, estreias de teatro infantil sp, teatro em sp, teatros em sp, cultura sp, o que fazer em são Paulo, conhecendo o teatro, matérias sobre teatro, teatro adulto, teatro infantil, shows em sp, eventos em sp, teatros em cartaz em sp, teatros em cartaz na capital, teatros em cartaz, teatros em são Paulo, teatro zona sul sp, teatro zona leste sp, teatro zona oeste sp, nanda roveri,

CRISOFT - Criação de Sites ® 2005
HOME PAGE | QUEM SOU | TEATRO ADULTO | TEATRO INFANTIL | MULTICULTURAL | CONTATO
CRÍTICAS OPINIÕES CINEMA
MATÉRIAS MATÉRIAS SHOWS
ESTREIAS ESTREIAS EVENTOS